O OUTRO LADO DA MOEDA!!!

11.10.2005

Uma proposta de programa para Sábado...pelo Clube Loja de Ideias...


Inserida no âmbito do seu ciclo 30/25, o Clube «Loja de Ideias» apresenta no sábado dia 12 a dupla sessão:

Pelas 16 Horas

«Cerco ou manifestação? Sobre os 30 anos do 12 Novembro de 1975»
Oradores:

Avelino Gonçalves
Mário Sottomayor Cardia
José Reis Santos

Moderador a confirmar
Pelas 19 Horas
«30 anos depois. Que leituras Académicas»

Oradores:

António Costa Pinto
Maria Inácia Rezola
Tiago Moreira de Sá
Maria Manuela Cruzeiro

Moderadora:

Rita Castel-Branco

Debates abertos ao público.
Biblioteca-Museu República e Resistência

(Rua Alberto de Sousa, 10-A à zona B do Rego)
Temos para nós três momentos que são definidores da nossa contemporaneidade: Abril de 1974, Novembro de 1975 e Junho de 1985. Em 25 de Abril de 1974 iniciámos a ruptura necessária para transportar Portugal para a modernidade europeia e mundial. Nesse momento rompemos irreversivelmente com o Estado Novo e com o seu regime politicamente castrador. Abriram-se portas de possibilidades. Avançavam-se rumos e sonhos. Em Junho de 1985, em pleno Mosteiros dos Jerónimos, ao assinarmos o tratado de adesão à (então) CEE, concretizávamos um dos sonhos de Abril: estar na Europa, e com a Europa. Ambicionávamos a Democraticidade e o Desenvolvimento. Já tínhamos Descolonizado.

Entre estes dois momentos, e finalizando o verão de todos os projectos, Novembro de 1975. É este o mês das nossas decisões. É este o mês do confronto final. Político, militar e social. É este o pináculo do conflito latente entre as realidades propostas. São as manifestações e contra manifestações; é a independência de Angola; é o cerco à Constituinte; é o debate dentro e fora dos plenários; são as grandes parangonas dos jornais anunciando novas auroras e denunciando velhos crimes; é a greve do VI Governo Provisório; é o 25 de Novembro.

Este ciclo de conferências propõe, assim, um olhar para esse decisivo mês. A 30 anos já iniciámos o processo de descompressão que permite a observação fria e descomprometida. O ciclo está fechado.

Nestas conferências, propomos duas dimensões de análise: uma apoiada na factualidade dos acontecimentos – e baseada nos episódios de 12 de Novembro –, e outra assente na visão académica, proferida a 30 anos de distância.

O Clube «Loja de Ideias» apresenta-se como uma iniciativa não partidária e não ideológica e tem como objectivos contribuir para a construção de novos espaços de debate e intervenção política, fora dos círculos institucionais, visando uma melhor articulação entre a sociedade civil e a sociedade política e partidária. Em suma, ambiciona acrescentar planos interpretativos que possam contribuir para melhorar a definição de espaços públicos, partindo do estudo das relações de quem neles intervêm e procurando aperfeiçoar a relação entre o cidadão e a Cidade.

2 Comments:

Blogger manhã said...

A ideia é boa. Não conheço, mas a discussão sobre a républica, apesar de me parecer importante não me seduz...a coisa pública continua a fazer-me alguma urticária!

10/11/05 19:49  
Blogger Aromas Do Mar said...

Como sabes estou mt longe :(

Beijoka da Lina (mar revolto)

10/11/05 22:57  

Enviar um comentário

<< Home