O OUTRO LADO DA MOEDA!!!

5.19.2006

Maçonaria está a crescer em Portugal como alternativa.

O Grão-Mestre do Grande Oriente Lusitano, António Reis, defendeu que a maçonaria em Portugal está a crescer e surge como uma alternativa a ideologias, religiões ou partidos. Num debate sobre a Franco-Maçonaria, António Reis garantiu que "nos últimos dez anos o número de maçons do Grande Oriente Lusitano duplicou". Guiada pelo princípio do "livre pensamento", a maçonaria "pode contribuir para preencher um vazio espiritual" - embora não faça "apelo ao transcendente" - sem cair nos "efeitos perversos" associados aos partidos ou religiões, nomeadamente os "dogmatismos e sectarismos", afirmou.
Tanto António Reis como a Grã-Mestre da Grande Loja Feminina de Portugal, Maria Belo referiram os constrangimentos que sentiram enquanto membros e deputados do Partido Socialista na defesa das suas ideias, porque estavam submetidos às "estratégias de poder". "Os partidos são instrumentos de conquista de poder em que "a liberdade de discurso é limitada" e "afastam-se das práticas de cidadania porque prometeram muito e criaram desilusões", defendeu António Reis.
Na maçonaria, que traz "uma proposta de moral universal", o único poder que se reivindica "é o poder dos valores", especificamente "a liberdade, a igualdade, a fraternidade, a laicidade e a cidadania", acrescentou.

1 Comments:

Blogger Macillum said...

liberdade dentro dos conceitos maçónicos; igualdade quando somos todos diferentes; fraternidade entre os que pertencem à freaternidade; laicidade é o conhecimento secular e ancestral agarrado a tradições e pré-conceitos, sem liberdade de expressar as suas crenças, uma vez que o estado laico é não-religioso - mais uma vez, a igualdade, invés do respeito pela diversidade e pela diferença; o conceito de cidadania varia conforme as necessidades do tipo de governo, império, ou civilização.
Liberdade, Igualdade, Fraternidade, laicidade e cidadania são os mesmos valores projectados pela O.N.U., uma vez que o espírito maçónico e é o que caracteriza a O.N.U., tão bem assumido pelas ramas de folhas de acácia e pelo globo que constituem o logotipo das Nações Unidas, simbolos maçónicos internacionais tão bem conhecidos.

20/5/06 14:25  

Enviar um comentário

<< Home